29/12/11

Luzes de Natal

Gosto do Natal! Dos doces, das prendas, dos presépios e claro, das luzes!

Mas confesso que em tempo de crise, estranho que a avenida principal da Povoa de Sto Adrião esteja tão efusivamente iluminada. Quando criticamos os gastos estrondosos de outras localidades, e quando outras se esforçam por poupar, será que a conta da electricidade não chegou à Povoa?

E aqui? Há retorno? O que ganhou o comércio local com esta iluminação numa Avenida em que até há pouquissímas lojas? Será que os comerciantes não ganhavam mais se o investimento natalicio tivesse sido feito, por exemplo, em acções de rua, como Pais Natal ou figuras "vivas" do presépio a cativar as pessoas a vir à rua e a participarem em actividades de Natal?

Ainda assim, olho para estas luzes e lembro-me das palavras do Santo Padre na Oração do Angelus deste ano, na Praça de S. Pedro "O cristão está convidado a viver o Advento sem se deixar distrair pelas luzes, sabendo dar o valor adequado ás coisas."

28/12/11

Comerciantes: Novo ataque à vista?


Xara-Brasil alertou na última Assembleia Municipal que a intenção da Dr.ª Susana Amador em arrecadar uma verba de 550.000,00 Euros, proveniente da utilização dos bloqueadores para penalizar os automobilistas, sem que para isso se criem condições de estacionamento nas zonas comerciais de Odivelas, pode significar o golpe fatal para muitos comerciantes.

Lembramos que o CDS-PP já apresentou uma proposta, há cerca de18 meses, a qual foi chumbada com os votos do PS e abstenção do PCP e PSD, para que a primeira hora de estacionamento no deficitário Parque Egas Moniz fosse gratuita para quem fizesse compras no comércio local.

23/12/11

Reflexão Natalícia

Desde há uns anos que tenho por norma fazer uma pequena reflexão natalícia, este ano não fuigiu e não podia fugir à regra, por isso aqui fica:


"O facto de participar com regularidade na blogosfera e com isso ter que postar com alguma regularidade obriga-me a reflectir sobre certos temas e a deixar escritos alguns pensamentos e “estados de alma”.

Vem isto a propósito da quadra em que nos encontramos, a qual aproveito sempre para fazer um balanço sobre o ano que está a acabar, perspectivar o ano seguinte e para desejar a todos os amigos um Santo Natal.

Ao começar a escrever o meu já tradicional texto desta época tive a sensação que me sentia diferente, fui ver o que em anos transactos tinha escrito e no mais antigo texto que aqui tenho sobre o Natal, datado de Dezembro de 2005, já fazia uma reflexão sobre a crise. Pior, afirmava que a dita já se vinha fazendo sentir há seis ou sete anos, ou seja desde 1998/99, e que havia a necessidade imperiosa de se acender uma luz ao fundo do túnel.

Nesse post e na necessidade que na altura sentia de se descobrir uma “luz ao fundo do túnel”, descobri a diferença do meu estado de alma dos anos anteriores para este.

Ao longo destes anos senti que esta crise, a qual é financeira, económica e social, mas que tem origem numa profunda crise de valores (não se esqueçam), estava a intensificar-se a cada ano e não tinha fim à vista. Não há dúvidas, ao longo de todo este período estivemos a descer progressivamente para o fundo deste túnel.

Não sei se já chegámos ao fundo dos fundos (espero que sim!) ou se estamos quase a chegar, mas parece-me e isso é que importa, mesmo que obrigados, já estamos todos à procura da saída.

Essa procura implica/implicará mudanças muito significativas e muito radicais, as quais serão de atitude e de comportamento; implicará abandonar aquilo a que estávamos habituados e que tínhamos como certo ou adquirido; enfim, implica uma alteração radical de rumo.

Todas essas alterações, às quais chamo MUDANÇA, invadem-nos de dúvidas, incertezas e angústias, tanto mais que não há um mapa que nos indique um caminho certo e seguro, o que obviamente nos deixa mais intranquilos. Por isso há e vai haver muita resistência, aliás esse é o maior adversário que teremos que enfrentar, mas a MUDANÇA, esta atitude para a qual penso que a grande maioria dos portugueses já está mentalizada, é a única saída para a situação em que nos encontramos.

Esta quadra, na qual nos encontramos, é sempre adequada e propícia a estas reflexões, por um lado porque o Natal significa ESPERANÇA e SALVAÇÃO, bem precisamos, e por outro indica-nos uma linha imaginária, a Passagem de Ano, que nos pode indicar o PONTO de VIRAGEM.

Desejo a todos um SANTO NATAL e que 2012, o qual sem dúvida será difícil (ninguém se iluda), seja efectivamente o ano final da passagem deste Cabo das Tormentas."

21/12/11

"Hora de Balanço" - In:Jornal da Distrital de Lisboa do CDS (Dezembro 2011)

Filiei-me no CDS a 21 de Fevereiro de 2005, uma segunda-feira. Esta é uma data que pouco ou nada diz à maioria das pessoas e acredito que muitos ao lê-la pensam que devo estar louco, pois não passa pela cabeça de ninguém começar um texto com algo tão insignificante.

Esta data de facto não importa muito, a que importa e que tem relevância foi o dia que a antecedeu, 20 de Fevereiro desse ano. Dia em que Sócrates, levado ao colo pelo então Presidente da República (não só) se tornou, para desgraça colectiva de uma nação, neste caso a nossa, Primeiro-Ministro.
E foi com a convicção de quem se deparou com o diabo à sua frente que logo no dia seguinte, a toda a velocidade, fui ao Caldas filiar-me. A intenção era colaborar activamente, no sentido de ajudar a correr, o mais depressa possível, com ele daquela função.

Embora a angústia de não ter sido possível mais cedo esteja sempre presente, ao fazer o balanço deste ano não posso deixar de destacar como muito positivo o bom resultado que o CDS teve nas Legislativas e o facto de Sócrates, finalmente, ter sido derrotado.
As declarações proferidas há uns dias em Paris pelo próprio são importantes e não podem ser branqueadas, não porque não tivéssemos cientes que o raciocínio dele seria mais ou menos esse, mas porque que ninguém o evidenciaria com mais eficácia. Contudo, estas declarações traduzem apenas uma pequena parte do seu carácter e incompetência.
Importa agora, perante as evidências e reforçados pela consciência de quem efectivamente tínhamos razão, continuarmos mobilizados e mobilizarmo-nos ainda mais, no sentido de cumprir aquela que neste momento tem que ser a nossa mais importante missão, Recuperar Portugal.

Dentro das dificuldades que vamos ter pela frente, desejo a todos um bom ano de 2012.

 
Nota: para ver a edição completa clique aqui. 

20/12/11

O Mário fala, fala, mas ...

Máro Nogueira, o tal homem dos sindicatos dos professores, sempre expedito e pronto a dar bicadas no governo e nos politicos, devia explicar como é que é avaliado com "Bom" se há 20 anos que não dá aulas.

O Correio da Manhã foi à rua ouvir o que é que os portugueses pensam disto, o resultado foi este:


17/12/11

Barbosa du Bocage - Para quem não viu.

Muitas pessoas, sabendo que o CDS tem acompanhado desde o início este assunto, perguntaram-me onde podiam ver as imagens que passaram na televisão. Fui procurar e já encontrei, basta clicar aqui e esperar ou avançar até ao minuto 16,15.

16/12/11

Jantar de Natal - FIL (2011)

Paulo Portas e Mota Soares

Nuno Melo e Paulo Portas

J. Gonçalves Pereira - Grande Anfitrião

Natal Solidário continua!


O Natal Solidário da Distrital de Lisboa do CDS/PP contínua, a Concelhia de Odivelas continua empenhada na angariação de roupas, cobertores, calçado e sapatos e ontem carregámos a segunda camioneta.

Se quiser fazer a sua oferta ainda vais a tempo (cdsodivelas@gmail.com), é que não há duas sem três e nós em Odivelas queremos encher pelo menos mais uma!

Obrigado a todos!

Paulo Portas e Nuno Melo estiveram ontem na FIL.


Fátima Pires e Armindo Cardoso

Depois de uma sequência de iniciativas com “casas mais que cheias”, algumas repletas, como Jantar do 25 de Novembro na Amadora, a homenagem a Adelino Amaro da Costa em Queluz, as “Tomadas de Posse” da Concelhia de Loures e da Distrital da JP, ontem foi o dia do tradicional Jantar de Natal, o qual é organizado pela Concelhia de Lisboa e que também superlotou o restaurante da F.I.L.
 

Nuno Melo

Neste jantar estiveram presentes as mais importantes figuras do Partido, entre eles, Paulo Portas, Nuno Melo, Teresa Caeiro, Pedro Mota Soares, António Carlos Monteiro, vários Secretários de Estado e Deputados. Muitas das Concelhias do Distrito de Lisboa também marcaram presença, tendo a de Odivelas estado representada ao mais alto nível por Xara-Brasil, Presidente, e os Vice-Presidentes Fátima Pires, Armindo Cardoso e André Carreira.



13/12/11

Póvoa (Odivelas):Escola Barbosa du Bocage - a "novela" continua.

Depois de há cerca de dois anos termos denunciado os mais variados problemas resultantes das obras de requalificação feitas nesta escola, as quais foram feitas à pressa para as eleições autárquicas de 2009, os problemas, apesar dos milhares de euros que já ali foram gastos, continuam.

Hoje vários jornais, entre eles o
Correio da Manhã e o Destak, dão contam destes factos e relatam-nos as preocupações dos pais, Os pais estão muito preocupados porque sabem que todos os dias as crianças correm perigo, "é raro o dia em que não há braços e pernas partidas e que tenham de vir os bombeiros à escola" diz o representante da Associação de Pais".

As criticas são apontadas à Câmara Municipal de Odivelas, "promovemos várias reuniões com a Câmara Municipal e visitas à escola, mas até agora não obtivemos resposta” adianta Maria Ferreira da Associação de Pais.

Paulo Aido, Vereador independente, que também tem abordado por diversa vezes este assunto em Reu
niões de Câmara, acusa o executivo municipal, composto por PS e PSD, de ignorar os permanentes avisos.

Odivelas - Tomada de Posse da Distrital de Lisboa da JP


Gonçalo Dinis, Frederico Sapage e Lino Ramos

João Gonçalves Pereira e Catarina Alves

Lino Ramos e Isabel Santiago Henriques

Xara-Brasil e Lino Ramos

André Carreira à direita com um colega da JP

Distrital de Lisboa da JP Tomou Posse em Odivelas.


Catarina Alves e Xara-Brasil
A recém eleita equipa da Distrital de Lisboa da J.P., da qual Catarina Alves é a nova Presidente, tomou posse esta noite em Odivelas, perante uma sala cheia.

Xara-Brasil e André Carreira, Presidente e Vice-Presidente da Comissão Política de Odivelas, estiveram presentes no jantar que assinalou este acto.

Nota: Clique aqui para ver mais imagens

09/12/11

Nova Odivelas destaca presença de Mota Soares em Odivelas.

Teresa Caeiro esteve em Odivelas na apresentação do livro de Paulo Aido.

Teresa Caeiro com o livro autografado.

Paulo Aido, que nas ultimas legislativas integrou  a lista do CDS pelo distrito de Lisboa, apresentou esta tarde em Odivelas o seu último livro, "A Primeira Derrota de Salazar"

O Forno da Cidade, local escolhido para esta iniciativa, esteve repleto de pessoas, as quais assistiram com a maior atenção à apresentação, a qual esteve a cargo de Joaquim Letria.

A Deputada do CDS/PP e Vice-Presidente do nosso partido, Teresa Caeiro, sem que ninguém estivesse à espera, não quis deixar de marcar presença e  para felicitar Paulo Aido por mais este livro.

08/12/11

Orçamentos 2012 - Notas Soltas 5

Apoio à economia.

No ano passado isentou-se de Derrama às empresas que se instalassem no Concelho e que simultaneamente criassem 3 postos de trabalho, era coxo e de pouco valia, mas este ano já se retirou esse incentivo. Afinal qual é a estratégia, para onde vamos e que economia queremos?

Orçamentos 2012 - Notas Soltas 4

Tesouraria
 
Fala-se muitos daredução da divida municipal, este ano foi um facto e isso é louvavel. Chamámos só a atenção para o facto da divida a fornecedores, a que está por liquidar há mais de 12 meses, ter aumentado substancialmente. É que sem esses montantes liquidados poderão estar em causa pagamentos de ordenados, de Subsídios de Natal, postos de trabalho e até empresas.

Orçamentos 2012 - Notas Soltas 3

Bloqueadores
 
Pela segunda reunião consecutiva veio à discussão, pela boca da Presidente, que no próximo ano vão haver bloqueadores.

Nós até concordamos com eles, entendemos que o estacionamento deve ser regulado, mas primeiro há que encontrar alternativas e não fazer disso uma caça desenfreada à multa. Se assim for só vão massacrar os automobilistas e prejudicar o comércio tradicional.

Orçamento 2012 - Notas Soltas 2

Tele-Assistência

Uma das grandes inscrições foi a tele-assistência, um projecto que ajuda a combater a solidão e a auxiliar aqueles que estão em casa debilitados, o CDS-PP acolhe com muita simpatia. Questionámos quantos equipamentos já tinha sido distribuidos e qual era o objectivo para 2012.

Até ao momento, apesar de toda a publicidade feita pelo executivo aquando da instalação de alguns equipamentos, só foram concedidos 20 e o objectivo para 2012, tal como já era esperado, não estava quantificado.

Orçamento 2012 - Notas soltas 1

Politica Local/Política Nacional
 

Registei com agrado que hoje discutiu-se o Orçamento Municipal e o Concelho e não o orçamento de Estado e os problemas do País.

Assembleia Municipal de Hoje - Orçamento

Hoje na Assembleia Municipal discutiram-se, para além da Delegação de Competências, as Grandes Opções do Plano e o Orçamento para 2012.

A bancada do CDS-PP , onde estiveram Mariana Cascais e Xara-Brasil, fizeram várias questões sobres este documento, nomeadamente no campo económico e na área social.

Por um lado foi questionada a falta de uma estratégia clara e inequívoca para apoiar a economia local existente, assim como para tentar atrair novos investimentos para o Concelho. Por outro lado, foi questionado se haverá uma revisão na forma como e a quem se presta apoio, por exemplo, se faz sentido apoiar com refeições nas escolas, pequeno-almoço, almoço e jantar, todas as criança,s quer sejam necessitadas  ou não, e se faz sentido continuar a dar casas a que não as merece e a quem não cuida delas.

Embora tivesse ficado claro uma intenção de contenção, a verdade é que o paradigma não se altera e sem que haja uma estratégia clara e bem definida, este Concelho continuará a ter os mesmos problemas estruturais. Por isso o CDS não votou favoravelmente e por isso mesmo absteve-se (veja aqui a Declaração de Voto).

Declaração de Voto - GOP's e Orçamento Municipal 2012.

Abstemo-nos porque:

1 - Este não seria, não era e não é o nosso orçamento. A nossa abstenção não foi, nem é violenta, é uma simples abstenção porque de facto este não seria o nosso orçamento.

2 - Embora tenha reduções, o que tinha que acontecer, este orçamento é mais do mesmo e não altera o paradigma.

3 - Há desperdícios incompreensíveis nos apoios sociais, apoiando pessoas que objectivamente não precisam e com isso deixa-se de apoiar quem precisa.

4 - Não incorpora nenhuma estratégia para o desenvolvimento económico do Concelho. Não promove o tecido empresarial existente, nem a angariação de novos investimentos e isso é o primeiro passo para evitar mais problemas sociais.

5 - Ao contrário do que foi dito, este orçamento e a forma como são fundamentadas as GOP's (Grandes Opções do Plano) não nos mostra nenhuma alteração de paradigma, o que neste momento, mais que nunca urge.
 
6 - Este orçamento é um saco de sementes sim, mas vazio.

O Socialismo é muito bonito.

07/12/11

Orçamento Municipal hoje na Assembleia Municipal.

Hoje, o Orçamento da C.M. de Odivelas para 2012 vai ser discutido na Assembleia Municipal e eu estou curioso para ver se a discussão vai ser feita à volta deste Orçamento, ou se pelo contrário, vai privilegiar o Orçamento do Estado. É que nos últimos tempos temos assistido a uma tendência de algumas forças política para discutir as questões nacionais. 

06/12/11

Natal Solidário - Distrital CDS/PP Lisboa.


Como
anteriormente foi noticiado a Distrital do CDS/PP de Lisboa está a promover, junto de militantes e simpatizantes uma recolha de roupas, cobertores, calçado e brinquedos para entregar a duas IPSS do Distrito.

A Concelhia de Odivelas associou-se a esta iniciativa e nesse sentido vamos estar no Sábado de manhã, entre as 10.30 e as 12.00h, na sede de Odivelas (Av. Alves Redol 15-B) para receber as suas ofertas.

Para qualquer esclarecimento poderá contactar-nos por email para o cdsodivelas@gmail.com.

Obrigado.




05/12/11

Hoje no Caldas - O Orçamento e a Crise

Mota Soares lançou Primeira Pedra do Lar do Telhadinho.

O Dr. Mota Soares, depois de já ter estado por duas ocasiões no concelho de Odivelas desde que exerce o cargo de Ministro da Solidariedade e Segurança Social, voltou no passado Sábado, Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, a Odivelas, mais concretamente a Famões, para lançar a Primeira Pedra de um novo equipamento da CEDEMA, o Lar Telhadinho.

O Lar Telhadinho, o qual será “filho” do espírito associativo, da perseverança, da dedicação, do empenho da Presidente da CEDEMA (Dr.ª Maria Antónia Machado), de toda a sua equipa e de todos um conjunto vasto de voluntários, terá como principal objectivo apoiar pessoas com deficiência mental. Vai ter capacidade para 24 utentes em Lar, 10 em Residências Autónomas e 20 em Centro de Dia.

Na intervenção que fez nesta cerimónia, o Ministro Mota Soares, deixou bem claro e evidente que grande parte da estratégia do Ministério, até porque são as IPSS que na maior parte das vezes melhor conhecem os problemas individuais de cada pessoa, passa por trabalhar em parceria com estas instituições, dar-lhes condições e apoiá-las no sentido de estarem mais aptas e disponíveis para a desempenhar com êxito as suas missões.

Anunciou ainda um reforço de uma verba, 10 Milhões de Euros, para o Fundo de Socorro Social. Quantia essa, imagine-se, que estava reservada para conferências, seminários, reuniões, etc., etc..

A esse propósito Mota Soares disse: “este não é o momento de se pode gastar dinheiro em conferências, seminários ou congressos, ainda que sejam iniciativas que podem ser louváveis pela sua importância pedagógica, o que importa e se torna prioritário nesta altura de grande carência, é canalizar todo o esforço para apoiar as pessoas e a famílias mais vulneráveis.”

Mais uma vez ficou bem patente a sensibilidade social deste Ministro e a evidência da existência de uma estratégia política para minimizar o sofrimento e as carências de tantos Portugueses, a qual deriva da situação económica/financeira provocada gestão socialista ao longo dos últimos quinze anos e muito particularmente nos últimos seis.

PS - A irresponsabilidade de costume.

Por vezes fico confuso, hoje ouvi Passos Coelho dizer que o governo conseguiu, por via de verbas provenientes do Fundo de Pensões, ter disponibilidade para liquidar dois mil milhões de euros de dividas do estado. Esta, face ao montante brutal e aos atrasos escandalosos com que os fornecedores do Estado se confrontam, é uma medida da mais elementar justiça, para além disso, poderá contribuir para evitar algumas falências e provavelmente o aumento do número de desempregados.
De imediato o PS "veio a terreiro", de forma oportunista e com o maior populismos, criticar esta medida, argumentando que era preferível não ter sacrificado parte do Subsidio de Natal deste ano. Perante isto, depois dois resultados que todos conhecemos da gestão socialista, constato que o PS continua a não perceber, por um lado que há limites ao endividamento e por outro, que as dividas são para pagar.

02/12/11

Distrital de Lisboa - "Natal Solidário"


A Distrital do CDS/PP e da JP de Lisboa estão a organizar uma recolha de géneros para oferecer neste Natal a pessoas que por via da situação económica do país estão neste momento a passar por momentos de dificuldade.

A Concelhia de Odivelas associa-se a esta campanha, razão pela qual convido todos a darem o seu contributo, estando certo que com esse gesto iremos contribuir para minimizar o sofrimento de algumas pessoas e famílias.

Nesse sentido a nossa em sede Odivelas também irá receber os donativos (contacte-nos para combinar dia e hora) e caso  seja mais conveniente também nos disponibilizamos para ir levantar a sua oferta ao local que nos indicar.

Agradecendo desde já o seu contributo, coloco aqui a mensagem do Dr. Telmo Correio, Presidente da Distrital de Lisboa do CDS/PP, a qual para além de apelar à participação, dá a conhecer  o conteúdo desta iniciativa.



"Neste período das festas, para além da atenção que dedicamos às nossas famílias, não esquecemos seguramente o facto de muitas famílias estarem a viver momentos particularmente difíceis, agravados pela crise económica e pela gravidade da situação económica a que o país foi conduzido, por anos sucessivos de má governação.

O CDS tem defendido sempre a necessidade de uma forte ética social em momentos de austeridade, no princípio de que é preciso ajudar mais quem mais precisa.

Como Presidente da Distrital de Lisboa venho agora desafiar os nossos militantes a participar numa campanha, que lançamos em conjunto com a Juventude Popular do Distrito e que designamos por: “ Campanha Distrito Solidário - Lisboa”.

Obviamente, esta iniciativa tem em consideração que o esforço de muitos dos nossos militantes é já elevado, que algumas das nossas concelhias têm iniciativas solidárias próprias e também que muitos dos nossos militantes participam em organizações de solidariedade, de diversa natureza, cujo esforço não pretendemos duplicar e cuja especialização respeitamos.

Ainda assim, pensamos que faz sentido, nesta época tão especial, apelar ao esforço de solidariedade de muitos dos nossos militantes e à generalidade dos nossos jovens.

A nossa intenção é por a máquina partidária e a sua capacidade de organização ao serviço da generosidade dos nossos e de projectos solidários que merecem ser apoiados.

Como?

1- Escolhemos duas instituições cujo trabalho no terreno nos merece especial apreço: 
• Conferência Vicentina da Sagrada Família
• ALAPA – Associação Lar Abrigo Porta Aberta

2- A distrital organizará do Dia 1 de Dezembro ao Dia 15 a recolha, a selecção e triagem de bens, para serem entregues a estas instituições.

Pedimos que sejam entregues nos pontos de recolha abaixo indicados os seguintes bens:

• Roupa
• Cobertores
• Calçado
• Brinquedos

Pedimos sobretudo que os bens doados estejam, ainda que usados, em boas condições e susceptíveis de ser usados por outros.

3- Os locais de recolha são:

• Sede Nacional – Concelhia de Lisboa, no Largo Adelino Amaro da Costa, entre as 14h30m e as 18h30m – Sílvia Nuno – 21.8814700

• Sede da Concelhia de Torres Vedras – Rua Brigadeiro Neves Costa, 21- contactar previamente Paula Marinho para combinar entrega – 918662873

Certos que muitos quererão participar nesta Campanha e agradecendo desde já o vosso esforço solidário,

Com amizade,

Telmo Correia

Presidente da Distrital de Lisboa

Catarina Alves"

Presidente da Distrital de Lisboa da JP

30/11/11

Mota Soares mais uma vez em Famões (Odivelas).




O Ministro Motra Soares irá estar mais uma vez, a terceira desde que está à frente do Ministério da Solidariedade e da Segurança Social , em Odivelas.

Será já no Sábado, dia 3 de Dezembro, às 11.15, que irá colocar a primeira pedra no Lar do Telhadinho em Famões (Bairro das Fontaínhas).

Para nós que o acompanhámos por diversas vezes na última campanha eleitoral aqui em Odivelas, embora não esperássemos outra coisa, é gratificante ver que não se esqueceu do Concelho e dos Odivelenses.



 

28/11/11

Evocação de Amaro da Costa – Jantar Nacional.


Adelino Amaro da Costa - Morto a 4/12/1980 em Camarate.

No próximo dia 3 de Dezembro, com o objectivo de evocar a memória do saudoso Adelino Amaro da Costa, o CDS-PP vai organizar um grande jantar para o qual já está confirmada a presença do Presidente do Partido, Dr. Paulo Portas.

Esta iniciativa será em Queluz, no salão dos Bombeiros Voluntários e o preço é 10.00 Euros por pessoas.

Pode confirmar a sua presença por email (secretariado@cds-sintra.org ou cdsodivelas@gmail.com) ou para número 918541530.

Confirme agora mesmo a sua presença!


Nota: A Concelhia de Sintra do CDS-PP, aproveita esta oportunidade para apoiar uma I.P.S.S., a Casa de Sant`Ana, instituição que combate a pobreza e a exclusão social, acolhendo mulheres, com ou sem filhos, pelo que irá proceder a uma recolha de produtos de higiene e alimentares, apelando por isso ao seu contributo. Se cada um de nós contribuir com um pouco, estaremos certamente a contribuir para o sorriso de muitos!

Dia 30 é a vez de Loures.

Depois de termos estado na Amadora no passado 25 de Novembro, onde para além de termos comemorado a data, assistimos à Tomada de Posse da nova Comissão Política local, na próxima quarta-feira, dia 30, estaremos em Loures, isto porque recentemente também foi eleita uma nova comissão política neste Concelho vizinho.

O 25 de Novembro foi na Amadora.

Sala cheia a ouvir Paulo Portas

No passado dia 25 de Novembro, numa iniciativa que a Concelhia da Amadora tem vindo a organizar há vários, um jantar para assinalar aquela data tão importante, juntaram-se centenas de militantes e simpatizantes do CDS. Disseram os organizadores que nunca antes estiveram tantas pessoas neste evento, o que demonstra bem a força, a dinâmica e a mobilização do partido.

Em simultâneo com a evocação do 25 de Novembro, procedeu-se à Tomada de  Posse da nova Comissão Política do Concelhia da  Amadora, a quem desejo mais uma vez as maiores felicidades e o maior sucesso.

Neste jantar, como não poderia deixar de ser, estiveram presentes vários Odivelenses.

    

Dar a cara e marchar.

É prática comum generalizar, assim ouvimos algumas vezes, “antes das eleições dizem uma coisa, depois quando lá estão fazem o contrário”. Sei que por vezes é evidente, foi assim que muitos governos foram eleitos, não só em Portugal, como noutros países, mas não posso concordar com esta ideia em relação ao CDS/PP.

Não me recordo de ter afirmado (estive em dezenas de acções), nem de ter ouvido alguém com responsabilidade no partido, como por exemplo Paulo Portas, Mota Soares ou Teresa Caeiro, pessoas que mais acompanhei, terem afirmado algo diferente do que estão agora a fazer.

O CDS/PP ao longo da campanha sempre afirmou que subscreveu o acordo com a “troika” e que independentemente daquilo que entende que são os seus princípios, teria, face aos compromissos assumidos, que governar no sentido de cumprir com tudo quanto o anterior governo de Portugal nos obrigou, é isto que o CDS/PP está a fazer. Para além disso está, entre outras, a dar a maior atenção ao apoio social aos mais desfavorecidos, a tentar dinamizar a agricultura e a dinamizar as actividades relacionadas com o mar, assim como a tentar desenvolver uma política de promoção da economia portuguesa a nível internacional como é reconhecido.

Assim sendo, importa a nós que estamos nas estruturas locais, duas tarefas:
1ª) Dar a cara junto da população local, das instituições locais e nos órgãos de comunicação dos nossos concelhos pela política de austeridade que está a ser colocada em prática e que a mesma se deve à situação em que o PS e José Sócrates colocaram as contas do país;

2ª) Focar a nossa actuação nas questões locais através de uma política de proximidade e de interligação regular com as instituições e cidadãos dos nossos concelhos e freguesias, dando a conhecer as nossas propostas e inclusivamente envolvendo-os na criação das nossas sugestões e trabalhos.

Em Odivelas tem sido esta a nossa postura e assim continuaremos, cada vez mais determinados, pois estamos convictos do valor das nossas propostas e das soluções que apresentamos.

26/11/11

Uma frase do dia.


Há um tempo, quando estava na oposição, havia quem dissesse que eu só sabia “era falar”. Agora que estou no governo, os mesmos, criticam-me por não falar. Entendam-se, o que não faço, até porque as responsabilidades não permitem, é andar todos os dias a anunciar mentiras e falsidades.

Paulo Portas                                        
25 de Novembro 2011                               

25/11/11

25 de Novembro - Importa sempre recordar e assinalar.

Jaime Neves


Recorda-se hoje um dia importante da História de Portugal, o dia em que Portugal se livrou, pela mãos de um conjonto de Homens, dos Comandos da Amadora, liderados por Jaime Neves, de ter ficado subjugado a uma ditadura de extrema-esquerda.

As datas importantes merecem ser lembradas e assinaladas, para tal o CDS/PP promove hoje um grande jantar na Amadora, no qual a Concelhia de Odivelas se fará representar.

Bem-Haja a todos os que participaram no 25 de Novembro de 1975.

A Vitimização de Susana Amador - Discurso de Xara Brasil na Assembleia Municipal de 21/11

Já se encontra disponível na Odivelas.com as imagens do discurso feito por Xara-Brasil, "A Vitimtimização de Susana Amador", no passado dia 21 na última Assembleia Municipal. Clique aqui para ver.


23/11/11

Famões - Imagens que se repetem há anos.

Este filme tem um ano, mas este problema subsiste há anos e a nossa luta sobre esta questão já vem de 2005.

Mesmo depois de ter sido aprovada há uma ano em Assembleia Municipal uma proposta para estudar a resolução desta situação, ainda nada avançou, por isso questionamos:

Sará que ainda não chegou o tempo de a corrigir?


Xara-Brasil reune-se com a Presidente da C.M. Odivelas.

Xara-Brasil, líder da bancada do CDS-PP na Assembleia Municipal de Odivelas e Presidente da Comissão Política do CDS/PP de Odivelas, será recbido esta manhã pela Sr.ª Presidente da Câmara Municipal de Odivelas, Drª. Susana Amador.

Esta reunião terá como tema as Grandes Opções do Plano e o Orçamento Municipal para 2012.
 

22/11/11

A vitimização de Susana Amador - Rescaldo da A.Municipal de ontem.

Intervenção de Xara Brasil na Assembleia Municipal de Odivelas

Atestado de menoridade?


Xara-Brasil
Ouve-se por aí, lê-se aqui e ali, mas sobretudo sente-se no ar a vontade que este executivo, mais concretamente o PS e a Senhora Presidente da Câmara têm de responsabilizar o actual governo pelo não cumprimento das inúmeras propostas eleitorais que fizeram há um pouco mais de dois anos aquando das eleições autárquicas.

Utilizar a expressão popular “é preciso ter lata” para caracterizar isto poderia assentar que nem uma luva, mas sinceramente parece-nos pouco.

É claramente pouco, porque para além de ser preciso tê-la em grande dose, está-se com um enorme desplante, possivelmente de uma forma involuntária, quero eu crer, a ofender todos os Odivelenses.

Estão a tentar ofender, porque partem da premissa que os Odivelenses não têm capacidade para perceber quem é que prometeu aquilo que não faz e quem é que agora está, objectiva e decididamente, a faltar aos compromissos.

Antes de enumerar alguns casos, convém recordar mais uma vez:

1 - que o actual governo está a governar há pouco mais de 4 meses,

2 - que o actual governo herdou a gestão de um país que está numa situação social, económica e financeira calamitosa e que por força disso está governar com um programa cujas linhas mestras foram ditadas pelo anterior governo aquando da assinatura do memorando com a troika, as quais infelizmente colocaram em causa a independência e a autonomia de Portugal.

3 –que por sua vez este executivo Municipal não está em funções há 4 ou 5 meses, está há mais de dois anos, mas para além desses 2 anos, o PS tem vindo a administrar este concelho desde a sua fundação, há 13 anos.

4 – é que desses 13 anos, a actual Presidente já exerce funções há mais de 6.

Para que se perceba melhor tudo isto vou levantar só algumas pequenas questões:

- Todos se lembram do tão falado Pólo Tecnológico de Famões que foi protocolado antes das eleições, o qual entre outras coisas previa a criação dum Centro de Saúde nessa freguesia e outro na Ramada.
Onde estão? Será da responsabilidade é do actual governo que nada teve a ver com essa promessa ou deste executivo?

- Recordo que há um ano, um presidente de Junta de Freguesia, do P.S., aqui do Concelho disse num programa onde estive presente e que está gravado: “para a semana vão começar as obras do novo centro de saúde e de uma nova esquadra nesta freguesia”. Passaram mais de 52 semanas, portanto mais de 1 ano e pergunta-se:
Onde estão estas obras? Será isto da responsabilidade do actual governo?

- Na Ramada começaram as obras para um novo Centro de Saúde ainda na era do anterior governo, mas pouco tempo depois em Maio, também ainda na era desse mesmo governo, essas obras foram interrompidas. Segundo as informação dada pela responsável das unidades de cuidados familiares em Odivelas, foi por falta do visto obrigatório visto do tribunal de contas – Será também isto da responsabilidade do actual governo?

- Há dois anos, cirurgicamente, em vésperas de eleições autárquicas, um governante do PS e alguns autarcas socialistas anunciaram a extensão da linha do METRO, lembram-se?


Até à data da saída do anterior governo nada se fez, foi a própria Presidente da Câmara admiti-lo aqui, e agora depois deste mesmo partido, o PS, ter deixado o país à beira da falência, vem a Srª Presidente da Câmara tentar responsabilizar o actual governo, é isto correcto?

- Foi prometido em vários actos eleitorais autárquicos e também no último a resolução da questão do SMAS. Cada vez há mais problemas com o abastecimento de água e com a recolha dos resíduos sólidos, por isso pergunto também: será que a responsabilidade deste problema que se arrasta desde o inicio do Concelho é da responsabilidade do novo governo?

Estes são só alguns exemplos, poderia dar muitos mais, mas infelizmente o tempo que disponho não o permite.

Convém também, embora tudo o que enumerei já fosse o suficiente para fundamentar o que no início afirmei, que para além de uma grande lata e de um enorme desplante, estavam acima de tudo a passar um atestado de menoridade à população de Odivelas, questionar o seguinte:

- será que por exemplo o resultado de exploração do Parque Egas Moniz também é da responsabilidade do actual Governo?

- será que por exemplo o dinheiro que é desperdiçado em obras a mais e a menos, em erros e omissões, devido aos maus projectos, à deficiente fiscalização e má execução das obras, como por exemplo a da Barbosa du Bocage também é da responsabilidade do actual governo?

- será que por exemplo as opções erradas, por equipamentos de rentabilidade mais que duvidosa, como o Jardim da Música, ou Pavilhão Multiusos, ou como por exemplo o equipamento cedido à Cruz Vermelha no Bairro de Stº Eloy, o qual serve apenas meia dúzia de utentes, também é da responsabilidade do actual governo?

- será que por exemplo a demora na emissão de licenças de utilização, as quais tem provocado atrasos no inicio de actividades, até em IPSS, é da responsabilidade do actual governo?

Não meus senhores, tudo isto são responsabilidades claras e inequívocas deste executivo municipal e muito concretamente da sua Presidente.

Não se tente iludir os odivelenses, estas tácticas socráticas já são por demais evidentes e conhecidas.

Chegou a hora de assumirem definitivamente as responsabilidades, não desperdiçarem mais tempo, nem dinheiro no aleatório. Se souberem, se tiverem conhecimentos e capacidade, encontrem uma estratégia para o concelho e governem-no com a eficácia que Odivelas e os Odivelenses merecem.

Vitimização 2

A tentativa de vitimização foi mais uma vez notória. Ao longo de toda a tarde de ontem na Assembleia Municipal de Odivelas, a bancada do PS não fez outra coisa e provavelmente por estarem tão focados nessa estratégia não souberam responder à maior parte das questões levantadas pela bancada do CDS/PP.

Nota: Também poderá haver outra razão para não terem sido dadas respostas às nossas questões, é terem ficado entupidos ou atrapalhados.

Vitimização 1

Ao longo dos últimos tempos temos assistido a uma estratégia de vitimização por parte da Presidente da Câmara de Odivelas, a qual tem tentado responsabilizar os seus insucessos e o não cumprimento das suas promessas com o actual governo.

É caso para dizer, mudam-se os governos, mudam-se as desculpas.

19/11/11

Hoje foi dia de formação.

Telmo Correia
Depois de na passada quarta-feira termos recebido a visita de João Gonçalves Pereira, que veio à nossa sede apresentar o Livro Verde da Reforma Administrativa, hoje foi a vez de termos uma sessão de formação promovida pela Distrital de Lisboa.

Era uma sessão dirigida principalmente aos militantes de Odivelas e Loures e tinha dois módulos. Um sobre finanças locais e outro na área da comunicação.

Lizette Carmo e Xara Brasil
Nesta sessão, para além dos presidentes de ambas as Comissões Políticas, Lizette Carmo e Xara-Brasil que iniciaram os trabalhos, contámos com a presença de Telmo Correia, Presidente da Distrital de Lisboa, que encerrou a sessão.

Estas sessões têm como objectivo alargar os conhecimentos dos nossos militantes e simpatizantes, pois só assim poderão estar mais aptos a intervir na causa pública. Nesse sentido iremos continuar com estas sessões, a próxima está agendada para dia 16 à noite em local a determinar.

17/11/11

Café com ...





Ontem na primeira edição do "Café Com …", organizada pela Concelhia de Odivelas, tivemos como convidado o Deputado João Gonçalves Pereira e o tema foi a Reforma Administrativa e o Documento Verde que a suporta, o qual foi apresentado pelo actual governo.

A primeira ilação a tirar é que este documento que foi elaborado com o intuito de servir como linha orientadora para debate e como um projecto de intenção. Quer isto dizer que sobre este assunto ainda nada está definitivamente encerrado.

A segunda, é que neste documento não está, nem vai estar colocada a questão redução do número de Câmaras, ele só aborda a redução do número de freguesias.

A terceira ilação é que muitas das medidas que possamos entender como lógicas só poderão ser feitas com alterações à constituição, para que isso aconteça são necessários dois terços dos deputados e o P.S. disse não estar disponível para efectuar essas alterações, pelo que põe logo em fora uma série alterações que seriam lógicas.

Quarta ilação, este documento aborda quatro eixos:

1 – Sector empresarial local (Empresas Municipais);

2 – Organização do Território (Nº de Freguesias e Critérios);

3 – Gestão Municipal, Intermunicipal e Financiamento (Competências das Câmaras e das Juntas de Freguesia);

4 – Democracia Local (Método de eleição do Executivo Municipal, número de Vereadores e de Deputados Municipais).